fbpx

Coronavírus: Conheça mais sobre essa nova ameaça.

CORONAVÍRUS

Os Coronavírus são vírus de RNA que causam infecções respiratórias, esse nome advém formato do vírus que lembra uma coroa. Os Coronavírus estão presentes em diversas aves e mamíferos, sendo os morcegos possuidores de diversos subtipos. Esses vírus, normalmente, circulam entre os animais, porém, passam a infectar humanos quando há um grau de convivência aumentado e por mutações gênicas do próprio vírus.

Como existe uma nova cepa vigente entre os seres humanos a atenção e cuidado devem ser dobrados, pois nosso sistema imune ainda não está preparado para combater o vírus, até então desconhecido, e isso é responsável por desencadear graves quadros respiratórios que poderão necessitar de um atendimento intensivo, exigindo em alguns casos a utilização de ventilação mecânica para diminuir o trabalho respiratório.

A maioria das pessoas já teve contato com algum outro tipo de vírus da família Coronavírus. É muito comum, durante as epidemias de gripe, a infecção por esse tipo de microorganismo, pois são responsáveis por até um terço dos casos de infecção das vias aéreas superiores. Existem 6 tipos distintos de Coronavírus, sendo 4 com características clínicas mais brandas e 2 mais agressivos que foram responsáveis por grandes epidemias no continente asiático e no oriente médio.

Em 31 de dezembro de 2019, o escritório da Organização Mundial da Saúde (OMS) foi informado sobre alguns casos de pacientes com pneumonia de causa desconhecida detectada na cidade de Wuhan, província de Hibei, na China. Em janeiro de 2020, pesquisadores da escola de Saúde Pública de Shangai disponibilizaram a estrutura genética de um novo Coronavírus, o 2019-nCOV. Esse vírus rapidamente se disseminou, passando a infectar pessoas através das secreções respiratórias. Até o momento se sabe que alguns países do continente asiático, como a China, Tailândia, Japão e Coreia do Sul o que fez a OMS iniciar preparativos para conter a disseminação do vírus.

Alguns métodos diagnósticos e terapêuticos estão sendo testados, como por exemplo a utilização de medicamentos antivirais que já são utilizados para conter outros tipos de Coronavírus, como por exemplo Ritonavir e Remdesivir. Entretanto, a terapêutica ainda é o suporte conforme a sintomatologia do paciente.

Como posso fazer a detecção da infecção pelo novo Coronavírus?

Febre + sintomas respiratórios (tosse, dificuldade respiratória etc) + histórico de viagens a locais de transmissão 14 dias antes do início dos sintomas ou contato com caso suspeito para o vírus.

O que fazer mediante um caso suspeito de infecção pelo novo coronavírus?

É importante que as medidas de precaução sejam tomadas, realizar coleta de aspirado de nasofaringe ou swab combinado (nasal/oral) ou também amostra de secreção respiratória inferior (escarro ou lavado traqueal ou broncoalveolar) e notificar imediatamente a Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde do Município, Unidade Federada e Ministério da Saúde.

Medidas de prevenção e controle da infecção a serem adotadas na assistência à saúde

Sendo os profissionais de saúde as pessoas mais expostas ao vírus em ambiente ambulatorial e pronto atendimento é necessário que algumas medidas de precaução sejam tomadas mediante a possibilidade da transmissão cruzada.

Algumas medidas a serem tomadas:

  • Utilização de EPIS (máscara cirúrgica; protetor ocular ou de face; luvas; capote/avental.
  • Higienização das mãos em 5 momentos:
    1. Antes de tocar o paciente;
    2. Antes de realizar procedimento limpo/asséptico;
    3. Após o risco de exposição a fluidos corporais ou excreções;
    4. Após tocar o paciente;
    5. Após tocar superfícies próximas aos paciente;
  • Os casos graves devem ser encaminhados para um hospital de referência para isolamento e tratamento. Os casos leves devem ser acompanhados pela Atenção Primária em Saúde (APS) e instituídas medidas de precaução domiciliar.
  • O paciente deve ser isolado em um quarto privativo;
  • Limitar movimentação do paciente e o acesso ao mesmo deve ser restrito aos profissionais de saúde envolvidos no atendimento do indivíduo.
Sem comentários

Postar Comentário